Herbie Hancock

Publicado: 01/05/2007 em Herbie Hancock, Jazz

Herbie Hancock

Herbert Jeffrey HancockHerbert Jeffrey Hancock, juntamente com Chick Corea e Keith Jarrett, forma o triunvirato dos pianistas mais influentes da era pós-Bill Evans. Começou a estudar piano ao sete anos de idade, e aos onze já dava concertos como solista diante de uma orquestra sinfônica. Foi tocar com Donald Byrd em 1961, assinou com a Blue Note e lançou seu álbum solo de estréia em 1962. Em 1963 foi convidado por Miles Davis para fazer parte do famoso quinteto do qual participaram também Ron Carter, Tony Williams e Wayne Shorter. Herbie influenciou e foi influenciado por Miles. Ficaria com ele até 1968.

Durante esse período, Hancock continuou desenvolvendo sua carreira solo, compondo temas que fariam sucesso e criando a trilha do filme Blow Up, de Michelangelo Antonioni. Também foi migrando cada vez mais para o piano elétrico e os teclados eletrônicos. (Diz-se que a especial propensão de Hancock para usar a eletrônica na música se deve ao fato de ter estudado engenharia e gostar de engenhocas e botões.) Após sair do grupo de Miles, Herbie mergulhou, no início dos anos 70, mais do que nunca na fusion, no funk e na eletrônica. Discos como Head Hunters, de 1973, foram sucessos estrondosos. No entanto, Herbie nunca chegou a abandonar inteiramente o jazz acústico. Prova disso é o grupo V.S.O.P., que no Festival de Newport de 1976 reuniu os integrantes do quinteto de Miles, com Freddie Hubbard ocupando o posto de trompetista. (Essa formação continuou se reunindo esporadicamente até a morte de Williams, em 1997.) Em 1978 Hancock fez duos com Chick Corea que resultaram no celebrado disco Corea Hancock. Em 1995, faria duos com a pianista brasileira Eliane Elias.

Duarnte os anos 80 e 90 o versátil Hancock continuou atirando em várias direções. Continuou alternando a fusion de influência funk com o jazz acústico moderno, fez trilhas para filmes (como Round Midnight, de Bertrand Tavernier), aproximou-se do pop, do R&B e da música africana, emplacou vídeos na MTV. Mesmo em contextos tão diversos, Herbie sente-se em casa, e continua criando sua música multifacetada com competência.

Herbie Hancock, Omar Hakim…. LIVE IN MONTREAUX

Billy Cobham, Herbie Hancock, and Ron Carter

comentários
  1. […] voz, sem qualquer outro instrumento. Ao longo dos anos 80 e 90, McFerrin gravou com parceiros como Herbie Hancock, Yo-Yo Ma e Chick Corea álbuns de relativo sucesso. Em 88 alcançou o topo das paradas pop com o […]

  2. televisioncombr disse:

    Bem,
    Não acredito que o próprio Herbie Hancock teria feito este comentário, e num português assim, perfeito, mas…
    Um abraço terno “Herbie Hancock” e muito obrigado pela visita.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s