Weather Report

Publicado: 11/05/2007 em Jazz Rock, Weather Report

Weather ReportO Weather Report foi o mais duradouro dos grupos de fusion. Atravessou a década de 70 e metade da década de 80 definindo os rumos do jazz-rock. Como seus pares igualmente famosos, a Mahavishnu Orchestra e o Return to Forever, o Weather Report foi fundado por músicos egressos do grupo de Miles Davis do final dos anos 60. Não apenas isso, mas o Weather Report nasceu como um verdadeiro grupo all-star que reunia alguns dos principais nomes do jazz-rock (e do jazz de maneira geral) da época. A formação original contava com Joe Zawinul aos teclados, Wayne Shorter ao sax, Miroslav Vitous ao contrabaixo, Airto Moreira à percussão e Alphonse Mouzon à bateria. Destes, Zawinul e Shorter haviam desempenhado, como se sabe, um papel importantíssimo junto a Miles Davis. Nessa primeira fase, o som do grupo era mais cerebral e experimental, uma extensão da música do revolucionário trompetista.

Ao longo da existência do Weather Report, houve diversas mudanças de formação, principalmente no contrabaixo, na bateria e na percussão. Por outro lado, Shorter e Zawinul permaneceram sempre no grupo, com Zawinul assumindo gradativamente o papel de líder. Jaco Pastorius entrou no grupo em 1976, trazendo consigo sua energia característica. Peter Erskine assumiu a bateria em 1978, e Pastorius e Erskine permaneceriam até 1982. Este foi o período de maior popularidade do grupo. A fase final vai de 1983 a 1985, com uma maior aproximação aos ritmos da chamada “World Music”. A saída de Shorter, em 1985, antecede por pouco o término do grupo. (Zawinul seguiria dirigindo outros conjuntos, prolongamentos do Weather Report: primeiro o Weather Update, de curta duração, e em seguida o Zawinul Syndicate.)

Os críticos se dividem quanto ao perfil musical assumido pelo Weather Report a partir do final dos anos 70: há quem diga que o grupo foi se tornando mais comercial, com ênfase excessiva no funk, ritmos mais repetitivos, supervalorização dos teclados eletrônicos de Zawinul e um certo retraimento por parte de Shorter – que, diga-se de passagem, era o instrumentista com maior peso jazzístico do grupo. Também existem controvérsias quanto à influência exercida por Jaco Pastorius nesse processo.

(V.A. Bezerra, 2001) do EJAZZ acesse clicando aqui.

Weather Report

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s