Órgão Hammond

Publicado: 20/10/2007 em Órgão Hammond, Jazz

250px-hammond_organ_l100.jpg

O órgão Hammond é um órgão elétrico desenvolvido e construído por Laurens Hammond em torno de 1934. Enquanto originalmente vendido para igrejas como uma alternativa de baixo custo ao órgão de tubos, acabou sendo usado para o jazz e o blues, e então para uma extensão do rock and roll (nas décadas de 1960 e 1970) e música gospel.

Em janeiro de 1934 Laurens Hammond, um inventor e engenheiro dos Estados Unidos, patenteou um novo tipo de instrumento musical elétrico. A invenção foi revelada ao público em abril do ano seguinte, e o primeiro modelo (modelo A) foi disponibilizado em junho do mesmo ano. Vários outros modelos foram produzidos pelos próximos vinte anos, mas nenhum foi mais conhecido ou usado que os modelos de 1955: B-3 e C-3. Junto com o A-100, produzido em 1959, esse trio de órgãos compartilhavam uma mecânica similar de produção de som.

Laurens Hammond visava que seus órgãos substituíssem os órgãos de tubos e o piano para residências de classe média e para uso em estações de rádio. Nos primeiros anos de produção foi isso que aconteceu, mas na década de 1950 músicos de jazz como Jimmy Smith começaram a usar o som distinto do instrumento. Na década de 1960 o Hammond tornou-se popular entre grupo de pop. Ele foi parte relevante do som inovador da banda de rock Deep Purple no início da década de 1970.

O órgão Hammond é um instrumento electro-mecânico. Possui um conjunto de rodas fónicas (tone wheels), que são discos dentados que giram a grande velocidade. Ao girarem, esses discos geram uma variação do campo magnético, que depois é captada através de fonocaptadores electro-magnéticos. Posteriormente, esses sinais eléctricos são transformados em sinais acústicos.

B-3

O Hammond B-3 é modelo mais famoso do instrumento. Nas primeiras décadas após sua introdução ele era usado para fornecer música em pistas de patinação e salas de filmes. Entre as décadas de 1950 e 1960 foi usado por bandas de jazz como o trio de Jimmy Smith. No final da década de 1960 e pela década de 1970 ele foi bastante usado por bandas de rock desde os latinos do Santana, passando por Deep Purple, que consagrou o instrumento, à bandas de rock progressivo como Yes, Kansas e Pink Floyd, assim como bandas de blues-rock como The Allman Brothers Band.

Durante as décadas de 1980 e 1990 o modelo continuou a ser usado por bandas de várioas estilos musicais, como rock, hard rock, jazz e blues. Ele era o instrumento favorito do renomado tecladista do Grateful Dead, Brent Mydland.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s