Arquivo da categoria ‘Jazz Rock’

O excelente músico Kabelo estará se apresentando no Sesc Santana no dia 19 de Agosto de 2007.

Não percam pois o cara é fera.

Uga Bunga

Anúncios

Jeff Beck

Publicado: 31/07/2007 em Guitarristas, Jazz, Jazz Rock, Jeff Beck

jef.jpg

Jeff Beck (Geofrey Arnold Beck, nascido em 24 de junho de 1944) é um guitarrista britânico que tocou em várias bandas influentes dos anos 60.

Assim como muitos músicos de sua época, Beck começou a trabalhar como guitarrista de sessão. Em 1965 ele entrou para o Yardbirds (depois que Eric Clapton deixou o grupo). Dezoito meses depois ele também sairia, principalmente por problemas de saúde. Beck passou os anos seguintes tentando obter algum sucesso com sua The Jeff Beck Band, embora os álbuns vendessem bem suas músicas não eram muito comerciais, só conseguiu reconhecimento com o grande público ao gravar em 1975 o álbum Blow by Blow em carreira solo.

Uma característica marcante de seu trabalho é o fato de ele não trabalhar sempre com o mesmo estilo musical,optando por uma fusão de estilos que vão desde o jazz ao rock and roll com um toque pessoal.

Recentemente uma rádio fez uma pesquisa mundial com uma série de críticos e Jeff Beck foi considerado o 4º maior e mais influente guitarrista do rock.

Ele continua esporadicamente a gravar e lançar seus discos.Em seus ultimos três discos ele fez um trabalho com música eletrônica mas não obteve grande sucesso.

Saiba mais sobre o gênio Miles Davis clicando aqui 

Weather Report

Publicado: 11/05/2007 em Jazz Rock, Weather Report

Weather ReportO Weather Report foi o mais duradouro dos grupos de fusion. Atravessou a década de 70 e metade da década de 80 definindo os rumos do jazz-rock. Como seus pares igualmente famosos, a Mahavishnu Orchestra e o Return to Forever, o Weather Report foi fundado por músicos egressos do grupo de Miles Davis do final dos anos 60. Não apenas isso, mas o Weather Report nasceu como um verdadeiro grupo all-star que reunia alguns dos principais nomes do jazz-rock (e do jazz de maneira geral) da época. A formação original contava com Joe Zawinul aos teclados, Wayne Shorter ao sax, Miroslav Vitous ao contrabaixo, Airto Moreira à percussão e Alphonse Mouzon à bateria. Destes, Zawinul e Shorter haviam desempenhado, como se sabe, um papel importantíssimo junto a Miles Davis. Nessa primeira fase, o som do grupo era mais cerebral e experimental, uma extensão da música do revolucionário trompetista.

Ao longo da existência do Weather Report, houve diversas mudanças de formação, principalmente no contrabaixo, na bateria e na percussão. Por outro lado, Shorter e Zawinul permaneceram sempre no grupo, com Zawinul assumindo gradativamente o papel de líder. Jaco Pastorius entrou no grupo em 1976, trazendo consigo sua energia característica. Peter Erskine assumiu a bateria em 1978, e Pastorius e Erskine permaneceriam até 1982. Este foi o período de maior popularidade do grupo. A fase final vai de 1983 a 1985, com uma maior aproximação aos ritmos da chamada “World Music”. A saída de Shorter, em 1985, antecede por pouco o término do grupo. (Zawinul seguiria dirigindo outros conjuntos, prolongamentos do Weather Report: primeiro o Weather Update, de curta duração, e em seguida o Zawinul Syndicate.)

Os críticos se dividem quanto ao perfil musical assumido pelo Weather Report a partir do final dos anos 70: há quem diga que o grupo foi se tornando mais comercial, com ênfase excessiva no funk, ritmos mais repetitivos, supervalorização dos teclados eletrônicos de Zawinul e um certo retraimento por parte de Shorter – que, diga-se de passagem, era o instrumentista com maior peso jazzístico do grupo. Também existem controvérsias quanto à influência exercida por Jaco Pastorius nesse processo.

(V.A. Bezerra, 2001) do EJAZZ acesse clicando aqui.

Weather Report

Jean-Luc Ponty

Publicado: 06/05/2007 em Jazz Rock, Jean-Luc Ponty

Jean-Luc PontyJean-Luc Ponty (29 de setembro de 1942, Avranches) é um músico, violinista e compositor francês de jazz.

Ele estudou como violinista clássico profissional no Conservatoire National Supérieur de Musique de Paris. Sua atração pelo jazz é devida às músicas de Miles Davis e de John Coltrane.

Trabalhou com Stephane Grappelli, a Mahavishnu Orchestra de John McLaughlin, Frank Zappa, e publicou diversos discos nos anos 70, 80 e 90, .

Ponty foi pioneiro na utilização de um violino elétrico a 5 cordas, equipado de 1 corda baixa afinada em Dó. Utilizou também um violino elétrico a 6 cordas chamado Violectra, com baixos em Dó e em Fá.


Fantástico Jean Luc Ponty II

 

Frank Zappa

Publicado: 05/05/2007 em Frank Zappa, Jazz Rock, Rock

Frank ZappaFrank Vincent Zappa (21 de Dezembro de 1940, Baltimore, Maryland – 4 de Dezembro de 1993, Laurel Canyon, Los Angeles, Califórnia) foi um dos músicos e compositores mais prolíficos do século XX. A sua obra musical estende-se desde o rock até à música clássica, passando pelo jazz e música de fusão. É também guitarrista de suprema invenção. Para além da obra musical, realizou filmes e escreveu diversos livros. O seu acervo, com milhares de concertos e gravações que foi fazendo ao longo dos seus cerca de trinta anos de actividade permanece ainda parcialmente inédito.

Zappa ficou conhecido como grande sátiro pelas suas composições iconoclastas e foi pioneiro do estilo freak rock, além de ser criador da fusão de jazz e música clássica. Como guitarrista, foi várias vezes, e sem razão, subestimado, deixando, entre variadíssimas outra coisas, um legado fantástico de solos electrizantes. Ele próprio nunca se considerou um instrumentista virtuoso, assumindo-se acima de tudo como compositor.

Em 1964, em Los Angeles, fundou o grupo, Mothers of Invention, a partir dos Soul Giants (antiga banda de bares). O nome devia ter sido apenas Mothers, mas “por necessidade” como explica, e por a editora se recusar a editar um disco cujo nome era evidentemente uma contracção de Motherfuckers(!). Devido ao seu rigor na execução técnica das canções e à não admissão do uso de drogas durante os ensaios e apresentações (ele próprio nunca as consumia), Zappa via mudar frequentemente a composição do grupo. Nos seus espectáculos, combinava música experimental improvisada, onde estavam sempre presentes as suas comédias surrealistas e sátiras anárquicas, com adereços especiais e improvisações dramáticas. Entre os músicos que ele lançou estão nomes como Jean-Luc Ponty, Steve Vai, Bob Martin e muitos outros.

Zappa, sempre activista em campanhas e movimentos, chegou a candidatar-se à presidência dos EUA. O projecto foi abortado pela súbita doença que o atacou.

Se a sua personalidade complexa e a sua música, muitas vezes controversa e difícil, fazem com que seja atacado por muitos, é por outros considerado um dos maiores génios musicais de todos os tempos.

Faleceu devido a um cancer na próstata em 4 de dezembro de 1993.