Arquivo da categoria ‘Rapper’

Justin Timberlake

Publicado: 18/08/2007 em Rapper

jus.jpg

Justin Randall Timberlake (Memphis, Tennessee, 31 de Janeiro de 1981) é um cantor norte-americano duas vezes ganhador/vencedor do Grammy. Tornou-se famoso durante o período em que participou do grupo ‘N Sync.

Quando criança, participou do programa Mickey Mouse Club (Clube do Mickey, em português) ao lado daquela que viria à ser sua namorada alguns anos mais tarde: Britney Spears. Também no programa encontravam-se outros artistas mirins que viram à se tornar grandes astros, como: Britney Spears, Christina Aguilera, JC Chasez e outros nem tanto, como Keri Russell e Ryan Gosling.

Foi namorado de Britney Spears (da qual produziu a faixa e participou dos vocais de “What It’s Like To Be Me”, do álbum Britney) e com um namoro altamente exposto na mídia. Até pouco tempo estava namorando a atriz norte-americana Cameron Diaz, mas o namoro foi rompido em janeiro de 2007.

Também é um ator, participando em 2005 do filme Edison – Poder e Corrupção. Terminou as filmagens de “AlphaDog” também, que deve estrear em meados de 2007.

Em 2002, lançou seu primeiro álbum solo, Justified, que vendeu mais de sete milhões de cópias mundialmente.

Em 2006, Justin lançou seu segundo álbum: “FutureSex/LoveSounds”. O primeiro single desse álbum foi “Sexyback” (que conta com a participação do produtor Timbaland). O segundo single, também com participação do produtor, foi “My Love”. No dia 9 de Fevereiro, de 2007, Justin lançou o terceiro single, “What Goes Around… Comes Around”. Logo em seguida, “Summer Love” foi lançado como quarto single. Agora ele lançou o quinto sigle, “LoveStoned”.

Ele foi o apresentador do Kids Choise Awards 2007, porém na saída do estúdio, Justin agrediu uma fã verbalmente, o qual não aconteceu nada depois. Mas, fontes dizem que ele poderia ter a agredido fisicalmente.

Ultimamente, Justin disse que abandonaria a carreira solo, para a tristeza dos fãs. O cantor disse que iria apenas compor canções para outros artistas.

What Goes Around Live

Anúncios

Jay-Z

Publicado: 18/08/2007 em Jay-Z, Rapper

jayzr.jpg

A revista Forbes confirmou o que muitas pessoas já desconfiavam através dos clipes cheios de carros bacanas, colares com diamantes e imensas mansões. Jay-Z, que também é presidente da gravadora Def Jam, é o rapper mais rico do planeta, com a fortuna estimada em US$ 34 milhões. Para continuar faturando verdinhas, o cara é sócio do time de basquete New Jersey Nets, que nunca ganhou um título na NBA e é o garoto-propaganda de marcas como a Budweiser, General Motors e Hewlett-Packard.

O namorado da cantora Beyoncé vendeu 2 milhões de cópias com o seu último disco, o fraquíssimo e recheado de clichês “Kingdom Come”. Uma obra muito pobre comparada com o seu debut “Reasonable Doubt” ou com “The Black Album”.

Esta matéria foi publicada no site da MTV.

tupac.jpg

Natural de Bronx, New York, Tupac Amaru Shakur nasceu em 1971, com o nome de Lesanne Crooks,Em 1981, a família de Tupac mudou-se para Baltimore, para que este frequentasse o Liceu de Artes da dita cidade. É nesta fase que Tupac escreve o seu primeiro rap, então, sob o nome de MC New York. Mais tarde, em Junho de 1988, a sua família muda-se para Marin City, uma cidade vizinha de Oakland, na California. Aqui, Tupac envolve-se com verdadeiros marginais e começa a vender droga. Em Agosto do mesmo ano, o padrasto de Tupac, Mutulu Shakur, é preso e sentenciado a 60 anos de cadeia devido a um crime alegadamente cometido pelo mesmo em 1981. Em 1990, Tupac junta-se ao grupo Digital Underground, desempenhando um papel de rapper e dançarino. Em 1991 e enquanto membro deste grupo que foi nomeado pela Academia dos Grammys, ele destaca-se na música “Same Song” do álbum “This Is Na Ep Release” e no álbum “Sons Of The P”. Nesse mesmo ano, o rapper alcançou reconhecimento individual com o álbum “2Pacalypse Now”, do qual resultaram os singles bem sucedidos, “Trapped” e Brenda´s Got A Baby”. A polémica em redor deste álbum que falava de polícias sendo assassinados, trouxe a 2Pac alguma popularidade e o rótulo de rapper marginal e socialmente incorrecto começava a ser definido em Tupac. No ano seguinte, Tupac participa no filme de Earnest Dickerson, “Juice”. Em 1993, é lançado o segundo álbum a solo do rapper, intitulado de “Strictly 4 My N.I.G.G.A.Z., este com uma aceitação ainda mais forte que resultou num enorme número de cópias vendidas. Note-se que houve sempre uma tendência em duplicar o número de vendas dos álbuns de 2Pac de álbum para álbum até o “All Eyez On Me”. Strictly 4 My N.I.G.G.A.Z. produziu os singles, “I Get Around”, “Keep Ya Head Up” e “Papa´z Song”. Nesse mesmo ano contracenou com Janet Jackson no filme “Poetic Justice”.Em 1994, Tupac apareceu associado ao grupo “Thug Life” na banda sonora do filme protagonizado por ele próprio, “Above The Rim” e no próprio álbum do grupo, “Volume 1”. Durante uma rixa perto dos estúdios de gravação em New York, Tupac é baleado cinco vezes, tendo sido disparados dois tiros na cabeça. Miraculosamente o rapper sobreviveu, tendo atribuído as culpas do incidente ao seu amigo de longa data Christopher Wallace (The Notorious B.I.G.). Contudo nunca houveram provas incriminatórias para o sucedido, embora que para Tupac a situação estava esclarecida, Biggie Smalls teria organizado o atentado. E assim começou um dos maiores ódios de sempre senão mesmo o maior, da história do hip-hop. Nesse mesmo ano, o rapper foi acusado de abuso sexual a uma mulher. Julgado em Fevereiro de 1995, é condenado a quatro anos e meio de prisão. Com o lançamento do multi-platinado “Me Against The World”, 2Pac torna-se no primeiro artista a atingir o número 1 do top de vendas da Billboard enquanto está preso (!). Este album produziu entre outros, um dos singles de mais sucesso do rapper de sempre, “Dear Mama”, música que aliás valeu a 2Pac um Grammy. Tupac viveu dias difíceis na cadeia. Enquanto esteve lá demonstrou estar cansado da vida que levara… “Thug Life to me is dead. If it´s real, let somebody else represent it, because i´m tired of it…”. Tupac passsou oito meses na cadeia e em Outubro de 1995 é libertado ao ter assinado um contrato com a produtora “Death Row Records”, contrato esse que obrigava o rapper a produzir pelo menos três álbuns para a produtora. Foi a única solução que o rapper teve para sair da prisão. Junta-se então a outros grandes nomes do panorama do hip-hop como “Snoop Doggy Dogg” e “Dr. Dre”. E é num novo ambiente, benefeciando do estilo de produção californiano, que em 1996 é lançado o álbum mais vendido de sempre da história do hip-hop, “All Eyez On Me”, também o primeiro CD duplo de hip-hop de sempre. Prestes actualmente a alcançar o disco de diamante (10x platina!), este álbum é um marco e um “must-have” do estilo. Oficialmente reconhecidos como singles estão as músicas: “How Do U Want It”, 2 Of Amerikaz Most Wanted, I Ain´t Mad At Cha e California Love. Este último, um dueto com Dr. Dre é talvez a música que vendeu mais até hoje de hip-hop. No single da musica “How Do U Want It” vinha incluído outro single, Hit Em Up. Esta música fez o conflito West/East Coast chegar ao seu pico máximo, pois o rapper pode-se dizer que escangalhou por completo todos os seus inimigos nova-iorquinos! O clima de tensão era evidente e para qualquer evento, Tupac não saía desprovido de guarda-costas e um colete anti-balas. Por um motivo que permanece misterioso, na noite de 7 de Setembro de 1996, ocasião de um combate de boxe entre Mike Tyson e Bruce Seldon, o rapper não levou o colete como habitualmente. Nessa noite e após o combate, quando o rapper saía no carro com Suge Knight, presidente da Death Row, foram disparados 13 tiros ao carro. 4 atingiram o rapper e um raspou o seu “chefe”. Após ter estado 7 dias em coma, a 13 de Setembro de 1996, Tupac Amaru Shakur falece. Nesse mesmo dia, é lançado o video clip da música “I Ain´t Mad At Cha” onde o rapper desempenha o papel de alguém que morre.

Foi isto que fez precipitar o aparecimento das teorias que dizem que o rapper se encontra vivo e apenas falseou a sua morte para fugir à fama e ao perigo. De facto, o descrito anteriormente trata-se de depoimentos de escassas testemunhas, que até se contradizem… (para mais detalhe, ver Teorias) Em Novembro desse mesmo ano é lançado mais um álbum de 2Pac, sob o nome de Makaveli, “The 7th Day Theory”. Este álbum não diminui a qualidade estabelecida pelo rapper, tendo sido produzidos os singles “Toss It Up”, To Live & Die In L.A.” e “Hail Mary”. No ano seguinte, para além de mais seis músicas resultantes das bandas sonoras dos filmes protagonizados por Shakur, “Gang Related” e “Gridlock´d”, é lançado mais um álbum do rapper, de nome “R U Still Down”, um duplo CD do qual se destaca o single de ouro “Do For Love”, entre outras músicas alegadamente gravadas pelo rapper num período antecedente ao da Death Row como produtora. É revelado pelas entidades do rapper que se encontram 700 músicas deixadas por 2Pac. A notícia amenizou um pouco as teorias sobre o rapper está vivo, mas não o sufeciente… Em 1998, mais um CD é lançado, uma compilação dos melhore êxitos de 2Pac, “Greatest Hits”, onde são incluídos alguns temas inéditos, entre os quais o single “Changes” se destaca por ter sido um número 1 em todo o mundo. No final do ano seguinte (1999) é lançado mais um álbum de temas inéditos de 2Pac com o seu grupo “The Outlawz”. “Still I Rise é o nono álbum de 2Pac e mais um com a qualidade que habituou o público ouvinte. “Baby Don´t Cry (Keep Ya Head Up II) foi single. O ano de 2000 trouxe aos fãs de 2Pac um tributo, “The Rose That Grew From Concrete”, que consistia em poemas do livro do rapper com o mesmo nome, interpretados por artistas conceituados de música negra. Um gesto que o rapper merecia… Resta dizer que está confirmado o lançamento do álbum Until The End Of Time,o décimo do rapper (mais!) um duplo CD… Vivo ou morto, Tupac é um ícone do rap e a sua mais distinta personalidade, um poeta dedicado, um homem com coragem para falar por muita gente oprimida por esse mundo fora e com sensibilidade para definir sentimentos e estados de alma indefiníveis pelo comum dos mortais. Um mito.